domingo, 19 de maio de 2013

"Arbitro reconhece e Corinthians continua na Libertadores": O que o futebol precisa aprender urgente com outros esportes que já se modernizaram.


Infelizmente esse titulo não é verdadeiro, e o futebol brasileiro, tão severamente punido pela Conmebol nessa Libertadores, perdeu mais um representante. Mas representa o que poderia ter ocorrido se o futebol já estivesse modernizado, assim como ocorreu com outros esportes. Porém, ainda somos obrigados a assistir jogos com erros grotescos de arbitragem.

Em minha opinião, o árbitro não pode chamar mais atenção do que o jogo em si. A sua função é ser o mais justo possível e não interferir no resultado. Contudo, o contrário ocorreu no jogo Corinthians x Boca, onde o árbitro interferiu diretamente no placar final da partida.

Em outros esportes, como o basquete, o tênis e o futebol americano, os árbitros podem consultar o replay antes de decidir a jogada. E assim, assumem seu papel e minimizam os erros, deixando que todas as atenções se voltem para o espetáculo em si. Se o árbitro do jogo do Corinthians consultasse o replay, o jogo poderia ter sido 3x1 ou até mesmo 4x1, e o timão seguido em frente.

Há também aqueles que dizem que o futebol precisa ser clássico, especialmente os principais dirigentes. E isso me preocupa muito, pois na forma com que está, falta transparência e sobra espaço para suspeitas. O que posso responder para os que pensam assim, é que os esportes em que os árbitros passaram a consultar o replay não perdeu audiência por isso. Pelo contrário, a NFL (futebol americano) continua batendo records.

Precisamos urgentemente incorporar a ferramenta de replay para os árbitros e acabar com a semvergonhice no futebol, e assim deixar que somente o espetáculo se destaque. Pois como o Corinthians, outros bons times poderão continuar sofrendo com as injustiças. Amanha pode ser o Atlético Mineiro, o Flamengo, o Santos e etc.


Árbitro da NFL

Árbitro da NBA

Nenhum comentário:

Postar um comentário